domingo, 4 de setembro de 2011

Miss May I, dissecando o primeiro CD, parte 1/2

há quase dois anos baixei um cd de uma banda nova pra mim. miss may i. o cd era o ~Apologies are for the Weak~ .










as músicas basicamente são feitas com aquele tãtãtã com bateria e guitarra juntas, esquentando com o passar dos ciclos, com a parte da guitarra mudando e a bateria adicionando mais emoção. até que explode no baixista cantando em um autotune bonitinho e partes estranhas da música depois. mas só ouvindo pra entender mesmo o que eu to falando. os críticos "profissionais" geralmente disseram que o albúm é mediano e balbalbla. óbvio, com os caras sendo tão novo e sendo o primeiro cd (não EP) deles, nunca poderiam dizer que tem umas músicas que se destacam. mas foda-se. o CD tem altos e baixos mesmo, mas QUE altos. os baixos você só da skip. rs.






depois de gostar da banda ouvindo excessivamente as 2 ou 3 músicas "principais", você meio que passa a gostar mais das secundárias, e xd; se tu se concentrar bastante na música da pra ter uns puta eargasm, elas são bem feitinhas e tal, passagens reconheciveis e memoráveis.


visceralização do cd a baixo. se você não quiser ler tudo, coloquei umas com [recomendadas]. talvez seria legal você ouvir e ler junto, pode ajudar a entender a música mais rápido.


as músicas- 
(notas relativas às outras músicas do CD, não à outros albúms)(as notações de tempo podem mudar dependendo da versão da música que vc pegar; tenta perceber esses padroes e aumentar ou diminuir o tempo se for preciso)


a dance with aera cura   [4/5]  recomendada  


uma das mais fortes do cd. letra linda meio obscura que eu não entendi até agora.
começa com uma guitarra estranhamente enjoyable, depois vira o vocal limpo que você se sente meio solto mas segura depois na segunda parte do pseudochorus. uma artificio utilizado nessa musica é deixar batidas da bateria faltando no segundo ciclo e ele meio qe toca na sua cabeça lindamente sozinho, como em 1:19-1:26(bateria "completa") para 1:27-1:31(batidas vazias) [HEADBANGFEST]. depois disso vem vocal limpo denovo meio fail imo, mas w/e, 1:52 quebra um breakdown fudido com letra linda e tal e 2:08 BREEEEEAKING EVERYTHINNNNG.... YOUUUU SEEM TO LOVE! eargasm da música. depois vem um tempo pra se recompor, 2:41 reseta tudo e meio que acaba a música praticamente, talvez uns ultimos headbangs para os mais exaltados.


architect  [5/5]  recomendada


parabens em fazer este mundo uma passagem. a letra da música é muito profunda também e com várias interpretações possiveis.
aos 0:17 a bateria inicia o começo do enjoyment com uma batida linda e você ta sincronizado com ela até 0:34 onde tem uma mudança linda e com vocais variados e perfeitos, e ele nunca duvidou da morte. 1:03 voce pode descansar um pouco com um breakdown meio extenso e sem heat enought pra sustentar ele, mas aos 1:31 reseta e aqui você ta com tudo. a letra retrata bem a vida de um adolescente revoltado nessa parte e em 2 ciclos você passa de um breakdown com 0 de energia até o topo da cadeia alimentar com um vocal limpo que ja viu depois dessess muros, e depois ainda tem uma extenção brutal do chorus pra quem tem folêgo. aos 2:40 ele começa a não entender mais a vida e tem uma parte da guitarra fina bem bonita que da pra headbangar. de 3:10 pra frente é só relaxar e talvez aos 3:24 curtir a finaleira dessa musica que fica perfeita com a mudanca aos 3:39. pra quem ja dissecou essa música, essa pode ser incrivelmente a parte mais forte.










not our tomorrow     [3/5]


começa padronizada. aos 0:20 não entendi direito o que eles quiseram com aquilo, 0:40 tem algo estranho que não sei descrever.0:59 engrena, com uma bateria linda e brutal, vocais fudidos e explode, como sempre, no vocal limpo autotunado do baixista que pode te dar muito prazer rs. depois tem um puta BD. daí volta a normalidade e tem um solo legal com o chorus denovo, mas não se compara com o primeiro no começo, mas depois entra um vocal rasgado junto e a guitarra tem uma participação sutil no fundo imitando a melodia também que fica lindo. a finalização é perfeita. cheia de ups e downs essa.


outro dia posto o resto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário